terça-feira, 28 de junho de 2016



Com o coração metido na boca
E os pés no chão enterrados
Caminho
Por entre céus vazios de gente

Adiante ouço com os olhos na caixa dos ossos
Guardados
Infinitamente vislumbrados

Por encontro o corpo aguarda as tuas mãos
 Amor...

E respira com todo o ar do mundo!

IsabelPinto